PLACASIL uma empresa do ramo de placas automotivas desde 1986, especializada no ramo de comunicação visual, placas de sinalização e adesivos em geral, trazendo inovações e projetos sob medida para a sua total satisfação, com objetivo de garantir um ótimo atendimento, executar nossos trabalhos com dedicação, transparência e cumprimento dos prazos. Nossa empresa possui um  amplo conhecimento em matérias primas e total domínio dos processo de produção, desenvolvemos produtos de alta qualidade com o perfil de cada cliente.

PLACASIL
agora confeccionando as placas amarelas para caminhões, conforme

Resolução do CONTRAN 370

Acima de 5 pares sem custo de remessa.

   

Placa Decorativa, uma forma diferente e exclusiva de deixar gravados eventos e comemorações especiais.

Confeccionada em alto relevo, deixe registrado por toda a vida nomes e datas marcantes.

Um ótimo presente e com certeza uma excelente lembrança.

Placa Decorativa: confeccionada em alumínio 0,9mm de espessura
com ótima qualidade de pintura e acabamento.

   

Gravação personalizada para empresa, mais uma idéia inovadora em marketing empregando seu logotipo ou logomarca, destinada em atingir o mercado de uma forma marcante à identidade visual.

Nesta nova concepção em gravação de logotipo ou logomarca, a Placasil apresenta a Placa Personalizada, fabricada em alumínio no formato quadrado ou retangular, com letras em alto relevo e fabricação exclusiva!....

   

As placas de sinalização são dispostas em vias pública, entradas, rodovias, vias-férrea, em aeroporto, empresa, escolas, obras e etc. 

Suas mensagens possuem um caráter informativo ou tendo o objetivo de regulamentar o trânsito, no intuito de evitar acidentes, bem como as placas de regulamentação, placas de advertência orienta condutores de veículos quanto ao percurso, ao destino, a distância os serviços auxiliares, também possuem uma função educativa, instrutiva e chama a atenção (alerta) para o usuário. 

 

   

 

Uma das  primeiras regras criada, sobre sinalização de trânsito, que se tem notícia vem da Inglaterra e era chamada de Lei da Bandeira Vermelha, na qual o motorista, para transitar com seu veículo, deveria carregar uma bandeira vermelha avisando aos pedestres que o veículo vinha se deslocando pela. Essa lei é de 1836 e também limitava em 10 km/h a velocidade máxima.

Fatos curiosos sobre a sinalização de trânsito


Outra das curiosidades sobre sinalização de trânsito é sobre os primórdios do assunto no Brasil. A lei de trânsito mais antiga de que se tem notícia é da época de D. Pedro II, que aprovou, em 27 de maio de 1853, algumas leis da Câmara Municipal da Corte, no Rio de Janeiro, sobre o tráfego de carros, seges (carruagem alta de duas rodas), tílburis (carro de duas rodas e dois assentos, sem boleia, com capota e puxado por um só animal) e outros veículos. Na ocasião, também foi instaurada a primeira inspetoria de veículos no Brasil.

Mesmo naquela época, já foi defina uma das principais leis do Código Brasileiro de Trânsito, referente a nenhuma pessoa poder dirigir um veículo sem que tenha uma habilitação, que deveria ser concedida por uma comissão de peritos nomeados pelo Chefe de Polícia. Já em 1900, foi a vez do então prefeito da cidade de São Paulo, Sr. Antônio Prado, instituir leis regulamentando o uso dos veículos, além de criar uma taxa. Depois de três anos, a prefeitura começou a exigir a inspeção de veículos obrigatória, para fornecer uma placa de identificação, que seria afixada na parte traseira.

Junto a isso, criou-se a lei de que a velocidade de um automóvel nunca poderia ultrapassar os 30 km/h, quando houvesse tráfego de pessoas no mesmo lugar. Em 1941, o trânsito brasileiro já estava bem diferente e foi necessário criar um código para gerir todo o país, foi quando surgiu o Código de Trânsito do Brasil, mas bem diferente do que temos hoje. A sua primeira versão, no entanto, era um amontoado de leis, com algumas que datavam ainda de 1910.

Mas foi após a realização do II Congresso Nacional de Trânsito, no Hotel Quitandinha em Petrópolis, Rio de Janeiro, em 1958, que foi desenvolvido o projeto para substituir o código que estava em vigor. Porém, como muitas leis, o novo documento demorou a ser finalizado e aprovado, tendo acontecido isso somente em 1966. Hoje, o Código de Trânsito Brasileiro sofreu alterações e suas mudanças mais recentes são de 1997.

 

 

- Na cidade de Chongqing, na China, um lado das calçadas foi separado apenas para trânsito de pessoas usando celular. Na sinalização horizontal utilizada, foram inscritas mensagens como “ande nesta faixa por sua conta e risco”. A medida foi tomada para atender a 80% dos chineses que alegaram ser “viciados” em seus celulares.

- A palavra semáforo vem do grego, e é a junção dos termos sema (sinal) e foros, que significa “algo que conduz, que transporta”.

- A maior faixa de pedestres do Brasil – talvez do mundo – está localizada em São Paulo, na rua Xavier de Toledo e tem extensão de 28 metros de largura.

- Em São Paulo também se localiza a maior avenida do Brasil. Medindo 45 quilômetros de extensão, a avenida Salim Farah Maluf é equipada com 1786 postes e nela circulam 40 linhas de ônibus. No ranking mundial é a terceira maior em extensão.

- Na cidade de Pecica, na Romênia, o departamento de trânsito decidiu inovar. Criou placas de trânsito alertando para a travessia de bêbados. Na placa, lê-se a mensagem “Atenção – Bêbados”.

 
 

 
    Via Anchieta: 
    + 104 de Milhões de Veículos em 26 Anos... 
 

 
 

 

AR-CONDICIONADO:

 

A pressão do gás refrigerante do ar-condicionado deve ser verificado a cada 20 mil quilômetros.
Ligue o equipamento uma vez por semana para manter suas peças lubrificadas.

 

RENOVAÇÃO  CARTEIRA DE HABILITAÇÃO:

  Documentos Necessários:

- Documentos originais
- 1 xerox autenticada de cada
-
Carteira de Habilitação 
- CPF original 
- Comprovante de residência 
- Uma foto 3x4 (atual fundo branco ou azul)

 

 

   
 
   

 

home placas decorativas placas personalizadas placas de sinalização
faça seu pedido curiosidades fale conosco

 

       
 
Av. Gabriela Mistral, 1193 - São Paulo - SP - 03701-010
 - Brasil

Telefone:(11) 2641-4929